terça-feira, 29 de março de 2011

Novas formar de viver o amor

Outro dia escrevi no meu Facebook que eu preciso encontrar novas formas de amar. Nossa, mas que rebuliço isso gerou! Minha mãe achou que eu tivesse saído do armário....minhas amigas também.  Então vamos lá: não, não saí do armário, até pq não estou dentro de nenhum. Continuo gostando de homens, mas não me chocaria se me apaixonasse por uma mulher. Acredito que um ser humano se apaixona por outro ser humano, independente do sexo.

Ok, esclarecida essa parte, vou explicar o quê eu quis dizer.  Estou meio desacreditada no modelo atual de relações (namoro, noivado, casamento). Na verdade, estou desacreditada do amor homem X mulher (tá, mulher X mulher e homem X homem também..rs). Tá difícil conhecer um cara fiel. De 100 que convivo hoje (casados ou que namoram), diria que 90% chifram com freqüência. E pior é escutar de muitas das minhas amigas que as esposas e namoradas desses caras são culpadas por isso. Opa opa, pera lá. Garanto que a maioria dessas mulheres que recebem chifres todas as semanas, nem imaginam que estão nessa situação. Pelo menos eu jamais imaginei que estava sendo traída quando fui.  

A verdade é que o mercado de sexo free está aquecido. Basta ir no Traço de União aos sábados e ver a quantidade de mulheres lindas e vulgares atrás dos caras...e foda-se  se eles são comprometidos. ATENÇÃO: Não atiro a primeira pedra, pq tb já me vesti de piriguete e peguei cara que não deveria neste mesmo local.

A questão é que fidelidade não é algo delicioso, prazeroso, que bate forte no coração. Não...isso se chama tesão...pelas desconhecidas. Fidelidade é algo que você decide ter na sua vida por livre e espontânea vontade, mesmo sabendo que vai “perder” grandes noitadas com mulheres gostosas. E quem está afim disso hoje em dia? Poucas pessoas, muito poucas.

Eu gostaria de estar namorando. Amo namorar e ter cumplicidade. Mas, não estou nem perto disso..e não sei bem como me comportar nesse mercado de relacionamentos, que só preza quantidade sem comprometimento. Ou eu me jogo nessa e viro mais uma louca na balada (VIDE FOTO ABAIXO) ou me isolo num retiro espiritual forever dentro de mim mesma. Ou então arrumo 1457547 hobbies...hauahau.  Bom, uma hora eu encontro essa resposta..acho.


2 comentários:

lilian disse...

ameiiiiii!!!
Dri hoje em dia esta dificil mesmo todos em busca da mesma coisa mas perdidos no propósito disso!!!!
bjkas no seu coração

Fabio NKouhomi disse...

Dri, falta amor no coração! Hoje a diversidade(qualntidade) não é e nunca será capaz de nos alimentar.O que estamos vivenciando hoje, é tudo pela carne, e nada para o coração que alimenta nosso espirito.Tudo hoje é descartavel, pois temos muito de tudo....porém nos perdemos nesse mar e estamos fadados a ficarmos sozinhos mesmo acompanhado.Escolhas precipitadas, geram infelicidade, dor e marcas que não se vão com o tempo.
Homem x Homem? Mulher X Mulher? E daí! Dogmas foram criados pela sociedade, a escória moldou o que vivemos hj.Seja livre e feliz.

Adoro seus post's.
Sou seu fã incondicional.